Aprenda dar um aperto de mão

Aperto de mão é um gesto cotidiano de respeito, mas pode dizer muito sobre a personalidade e as intenções de cada pessoa

Você já parou pra pensar quantas vezes aperta as mãos de alguém por dia? Já se colocou a refletir sobre as mãos de quem você aperta e como faz esse aperto de acordo com cada pessoa? Esse cumprimento é altamente corriqueiro e frequente em nosso cotidiano; no entanto, a forma como ele é realizado pode dizer muito sobre nossas intenções, comportamento e até mesmo traços de personalidade. Neste artigo, você conhecerá um pouco mais sobre os diversos tipos de aperto de mão, o que eles indicam e como dar um aperto adequado para cada situação.

A posição das mãos no sentido horizontal

Esta é uma parte da linguagem corporal do aperto de mão que nem sempre é declarada, mas é comumente implícita: quando acontece um aperto de mão de maneira em que as mãos fiquem posicionadas de maneira horizontal, existe aí, provavelmente, alguma relação de poder, superioridade ou subjugo neste cumprimento.

Recomendamos para você:  Qual a diferença entre meta e objetivo

Quem cumprimenta com a mão na posição superior e a palma voltada para baixo tende a passar um sentimento de superioridade, arrogância ou prepotência em relação ao seu cumprimentado. Da mesma forma, quem coloca a palma para cima no esforço de alcançar a mão de seu interlocutor denota submissão e aceitação à superioridade do outro. Pode até não ser um cumprimento desrespeitoso ou não cordial, mas certamente não é o mais indicado para cumprimentar patrões ou sócios.

Aperto de mão com as duas mãos

O aperto de mão com as duas mãos é uma espécie de “abraço em miniatura”. Este cumprimento denota intimidade entre as partes, que permite um pouco mais de contato corporal entre cada um deles. No entanto, cuidado: ele deve ser utilizado realmente apenas com pessoas com as quais se tenha intimidade. A fórmula é simples: cumprimente a pessoa com as duas mãos se você, hipoteticamente, se sentisse à vontade o suficiente para abraçá-la. Se não, pense duas vezes antes de tomar este gesto.

O aperto com as duas mãos também pode ser um coringa: caso seu interlocutor venha a tentar apertar sua mão de forma horizontal superior, a segunda mão pode ser utilizada para corrigir o aperto e colocá-lo em igualdade, mas use este recurso com cuidado.

Recomendamos para você:  4 dicas para passar uma boa imagem

Apertos verticais: básico, simples e o mais indicado

Se a intenção é demonstrar respeito e igualdade em relação à pessoa que se cumprimenta, a fórmula é simples: aperte sua mão de forma lateral, com a palma da mão na vertical. Se eventualmente o aperto for posado para uma foto, sairá com a melhor exposição aquele que estiver à esquerda do fotógrafo, mas estar melhor posicionado nem sempre é possível. Contente-se com o local onde você está.

Mesmo que se faça um aperto “igualitário” lateral, é preciso tomar cuidado com a intensidade do cumprimento. Ao exagerar na força, você pode demonstrar excesso de confiança, uma intimidade forçada ou até mesmo falta de polidez. Ao não fazer força e apenas tocar a mão da pessoa, o gesto pode passar a intenção de indiferença. Aperte as mãos com força mediana, olho no olho e, preferencialmente, com um sorriso no rosto e um respeitoso cumprimento verbal: “bom dia, boa tarde, olá, como vai?”.

Gostou das dicas sobre aperto de mão? Não deixe de assinar nossa newsletter e fique por dentro de nossas novidades.

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *